Apoio:

Organização:

14 a 16 de agosto de 2019

Montes Claros - MG

Frutas e hortaliças desidratadas

Quinta-feira, 15 de agosto de 2019

No Brasil, as distâncias entre os centros de produção e consumo das frutas e hortaliças, somado às condições climáticas, são fatores que reduzem a qualidade desses vegetais, o que torna necessário o emprego de técnicas de conservação que visam prolongar a vida útil destes alimentos. Neste sentido, a secagem apresenta-se como uma técnica que promove a diminuição de perdas, pela redução da água disponível no vegetal, desfavorecendo o crescimento microbiológico. Além disso, ao aproveitar o excedente de produção, apresenta-se também com uma alternativa de renda para os agricultores.

Frutas e hortaliças desidratadas
25 vagas

A análise multivariada é constituída por um conjunto de métodos que possibilitam discernir indivíduos, produtos ou materiais considerando várias características simultaneamente. Isto possibilita a simplificação do conjunto de dados experimentais auxiliando o pesquisador na interpretação e tomada de decisões. Tais metodologias em algumas situações substituem as técnicas univariadas frequentemente utilizadas. Mas, de forma geral, constituem-se em ótimas ferramentas complementares para apresentação em relatórios técnicos, artigos, dissertações e teses.

Análise multivariada aplicada à Engenharia de Alimentos
25 vagas

A Análise Sensorial de Vinhos consiste na descrição dos vinhos em função das propriedades organolépticas que os caracterizam. Nesta análise são utilizadas técnicas que permitem identificar, perceber e apreciar as suas características físicas e químicas, através dos órgãos do sentido. Quando se trata das características do vinho, há imediata associação à sua origem, processo de elaboração e variedade da uva. Por isto serão tratados neste minicurso, os seguintes temas: vitivinicultura, vinificação, composição e características organolépticas e a análise sensorial de vinhos

Aspectos da produção e análise sensorial de vinhos
12 vagas

Sexta-feira, 16 de agosto de 2019

Sendo os produtos de panificação uma das fontes alimentares mais consumidas do mundo e diante da busca por novas fontes saudáveis, é que o uso de frutos do cerrado em substituição parcial ao trigo, é uma alternativa relevante para um produto diferenciado, já que estes frutos agregam valor nutricional e sensorial aos produtos supracitados. Diante do exposto a proposta do minicurso é elaborar pães artesanais utilizando polpa e pequi, baru e buriti.

Pães artesanais de frutos do Cerrado
25 vagas

Neste minicurso serão apresentados conceitos de Programação Linear, área da pesquisa operacional com vasta aplicação em apoio à decisão. Resolvem-se problemas industriais com ênfase no planejamento de recursos visando atender às condições operacionais, representadas por equações e funções lineares. A aplicação da programação linear em apoio à decisão ocorre na condição em que se atinge um objetivo com alocação ótima dos recursos, sendo assim uma técnica de otimização. Serão propostos e solucionados problemas práticos da indústria de alimentos por meio do Método Gráfico, Simplex e Solver.

Introdução à otimização de processos utilizando Programação Linear
25 vagas

A Análise Sensorial de Vinhos consiste na descrição dos vinhos em função das propriedades organolépticas que os caracterizam. Nesta análise são utilizadas técnicas que permitem identificar, perceber e apreciar as suas características físicas e químicas, através dos órgãos do sentido. Quando se trata das características do vinho, há imediata associação à sua origem, processo de elaboração e variedade da uva. Por isto serão tratados neste minicurso, os seguintes temas: vitivinicultura, vinificação, composição e características organolépticas e a análise sensorial de vinhos

Aspectos da produção e análise sensorial de vinhos
12 vagas

A gelatina é um dos biopolímeros estudados como uma possível alternativa às embalagens plásticas.  Porém, a alta permeabilidade ao vapor de água e sua alta solubilidade em água são limitações que dificultam essa aplicação. O que favorece sua utilização como filmes de desintegração oral (FDO) e coberturas comestíveis. Os FDO podem ser empregados não só na área alimentícia, mas também na área farmacêutica. As coberturas podem ser adicionadas como forma de proteção, ou ainda, incorporadas de agentes antioxidantes, frequentemente retirados de extratos de plantas, para torná-la uma cobertura ativa.

Produção de cobertura comestíveis e filmes de desintegração oral
25 vagas

A produção de cerveja artesanal é uma prática em expansão no país e no mundo, seja como hobby ou como alternativa econômica. Neste curso, que tem como objetivo principal divulgar a cultura cervejeira a partir da sua produção caseira, serão apresentadas maneiras de como se produzir a própria cerveja em casa por meio de equipamentos de fácil acesso e baixo custo. Tendo como foco a execução, será feita a brassagem de uma cerveja no período do curso e serão discutidos aspectos técnicos como a seleção da água, aquisição e seleção das matérias primas, relação quantitativa água-malte, moagem dos grãos, controle de temperatura e de qualidade.

Produção artesanal de cerveja
25 vagas

O termo biomassa se refere a matéria natural proveniente de recursos biológicos, como plantas, animais e micro-organimos. Essa matéria é rica elementos dos quais se pode extrair moléculas para diversos ramos industriais, que podem ser obtidas diretamente ou surgir através da transformação realizada por agentes biológicos, como micro-organismos. Estes são verdadeiras fábricas biológicas, capazes de sintetizar moléculas de grande interesse e o aproveitamento de materiais de descarte cada dia mais se mostra como uma forma de dar um destino mais nobre àquilo que antes era tratadocomo lixo.

Produção de biomoléculas a partir da reutilização de resíduos agroindustriais
25 vagas

Como proteger o conhecimento em Biotecnologia? Quais os aspectos mais relevantes da propriedade intelectual em Biotecnologia? É possível realizar P&D no Brasil em meio à crise de C&T?

Propriedade Intelectual e Inovação em Biotecnologia
200 vagas

A microencapsulação é um processo em que pequenas partículas de substâncias de interesse são cobertas por filmes ou materiais poliméricos. As principais aplicações em alimentos são aromas ou óleos essenciais, corantes naturais, vitaminas lipossolúveis, vitamina C e microrganismos pró-bióticos. Há vários métodos de microencapsulação (spray drying, spray cooling, coacervação, extrusão, etc...) e tipos de materiais de parede que podem ser utilizados. Neste minicurso, serão abordados os conceitos fundamentais, as técnicas disponíveis e as aplicações mais relevantes em alimentos.

Microencapsulação: conceitos, técnicas e aplicação em alimentos
25 vagas

O minicurso irá abordar formulações que serão elaboradas utilizando alguns itens diferenciados dos
comumente empregados neste tipo de produto. A produção de linguiça pode ser uma oportunidade para que o empreendedor, da área de processamento de derivados cárneos, tenha uma maior lucratividade, através de um melhor aproveitamento e utilização das peças cárneas de menor valor agregado. Para isso empregar-se-ão nas formulações, coadjuvantes, enchedores e ligadores, que podem ser opcionais, para melhoria da qualidade do produto final. Sendo assim, objetiva-se reduzir o custo da produção, sem que haja a perda da qualidade sensorial dos produtos fabricados, utilizando as substâncias supramencionadas.

Processamento de linguiça frescal
25 vagas

A avaliação dos procedimentos de higienização das superfícies de equipamentos e utensílios, dos manipuladores que processam os alimentos e do ar dos ambientes de rocessamento, é uma preocupação constante das indústrias, a fim de garantir a qualidade dos produtos e segurança aos consumidores. O correto monitoramento da higienização permite um controle microbiológico eficiente, para isso, deve-se realizar constantemente o desenvolvimento educacional dos colaboradores, motivando-os e conscientizando-os da importância de executar de forma adequada esses procedimentos.

Controle de higienização na indústria de alimentos
25 vagas

Gomas são polissacarídeos oriundos de algas, plantas, microrganismos ou obtidas por modificações químicas. Em alimentos, as gomas atuam como agentes estabilizantes, espumantes e emulsificantes. Quanto a sua aplicação em emulsões, as gomas podem atuar como espessantes ou emulsificantes. As gomas espessantes serão aquelas que promovem soluções altamente consistentes em água quando utilizadas em baixas concentrações (ex. xantana). Já as gomas emulsificantes formam soluções pouco consistentes, mesmo em grandes quantidades, e superfície ativa capaz de atuar na interface óleo-água (ex. arábica e cajueiro).

Utilização de gomas como emulsificantes para bebidas
200 vagas

Número de visitantes